Buscar
  • Gisele Letieri

Guanabara Vive - Mutirão do Plástico


Guanabara Vive- Mutirão do Plástico.

A Baía de Guanabara tem chamado a atenção do mundo com relação a grande concentração de plásticos e microplásticos acumulados, além de dejetos, são mais de 45 rios que despejam toneladas de lixo na Baía, mas, contrariando as estatísticas a baía não está morta.

Pensando nisso, o Projeto Mar Sem Lixo em parceria com UFRJ e o com o apoio de ONGs, instituições e empresas lançou no ano passado, o Projeto intitulado: Guanabara Vive - Mutirão do Plástico, este evento teria a participação de mais de 1.000 pessoas, com várias atividades simultâneas, palestras, oficinas, apresentações, mas, infelizmente, devido a pandemia teve que ser adiado.

O projeto foi relançado durante uma cerimônia no campus da UFRJ no dia 27/02 as 9hs, um evento exclusivo para 50 convidados entre eles, OEOO (One Earth One Ocean), Associação de Pescadores da Prainha, Rio Ambiental, acadêmicos da UFRJ, MBLM, Fornam, entre outros simpatizantes. Durante o evento foram realizadas todas as medidas de segurança de prevenção ao COVID-19.

A abertura foi feita pelo Prefeito da UFRJ Marcos Maldonado, logo após, a Reitora Denise Pires de Carvalho agradeceu ao Projeto Mar Sem Lixo pelo apoio e parceria lembrou da infância que tomava banho na baía e ressaltou a grande importância do campus para a população, em seguida, Vera do Carmo umas das responsáveis das ações ambientais da UFRJ e pelo evento, comentou sobre a importância de ações e projetos como esse para a restauração e sobrevivência da baía , o Capitão Alex Carvalho da Furnam também agradeceu e colocou a instituição com mais de 20 soldados disponíveis no local para ajudar o Mar Sem Lixo não só neste projeto, mas em todos que fizermos.

Durante a manhã, realizamos uma ação de limpeza na Prainha, onde retiramos mais de 1 tonelada de lixo, foram separadas embalagens (copos) de bebidas à base de guaraná 6 sacos de 300 l essas embalagens separadas serão usadas para um documento que o Projeto Mar Sem Lixo está fazendo em parceria com o MPF para cobrar uma compensação ambiental dessas empresas.

Lembrando que este projeto é o início de um trabalho de ações e pesquisas que durará vários anos. Agradecemos à todos os envolvidos para a realização deste evento e principalmente a nossa equipe.






17 visualizações0 comentário